segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Caio


“Quando a lembrança é mais demorada, (…) voam em todas as direções. Tão nítidas que, se eu abrisse os olhos, imagino que poderia vê-las…”
(Caio Fernando de Abreu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário