sábado, 22 de setembro de 2018

VOCÊ JÁ FEZ SEXO ORAL NO ÂNUS DE ALGUÉM?




Não há nenhum problema em fazer e receber sexo oral no ânus. Qual a diferença entre beijar uma boca e beijar um ânus? Não há diferença. Tudo é corpo. Vale quando se tem tesão. Por que não? Não é higiênico? Onde começa e onde termina a limpeza? Não existiria sexo se tivéssemos a pureza como critério. Nada que um preservativo e um bom banho não resolva. Por que penetramos ou somos penetrados e não permitimos que a boca de alguém toque o nosso ânus? Qual a diferença? Presenciei o fim de inúmeros relacionamentos, quando - por preconceito - a parceira sentiu-se constrangida quando seu parceiro pediu que ela lhe fizesse um fio terra. O ânus não seria apropriado para o sexo apenas porque expele as fezes? Nesse caso, a vagina - também - não seria porque expele urina. O que é o limpo? Seria a boca mais limpa que o ânus? Quem disse? Dependendo da boca é melhor beijar o ânus. Não é possível quantificar o impuro. Seria o suor mais limpo que a saliva? A sexualidade começa no primeiro fio de cabelo e termina na ponta do último dedo do pé. Não há nenhuma justificativa - plausível - para a aversão à qualquer forma de sexo. Por que não explorar todos os prazeres? Ninguém peca por amar. Não é o amor que adoece. O impedimento é mais moral que biológico. Qual a finalidade da boca? Qual a finalidade da língua? Existe resposta? O instinto não é o destino. Não somos só anatomia. Somos imaginação e prazer. Vale o desejo. Vale a fantasia. Vale o tesão. Sexo é o corpo todo. Explore. Descubra. Experimente. Só não vale se fizer mal.

Evaristo Magalhães - Psicanalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário