quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Adeus




Ramayane Maria, acaba de partir para o mundo espiritual, não sei o que escrever sobre a partida de minha única irmã. Ela é a caçula de três filhos homens. Nasceu com paralisia cerebral, por isso foi cruelmente desprezada por nosso pai, que sempre a odiou como se ela tivesse culpa de ter nascido com limitações. Meu pai nunca ajudou com nada, nem alimentos, nem remédios, nem quando ela precisou de uma cadeira de rodas, ele deu sempre a desprezou com todo ódio do seu coração. Minha irmã foi desprezada pelo meu pai, pela sua madrinha e prima Sheyla Carla de Albuquerque que sempre deixou claro senti nojo da própria afilhada e também nunca a ajudou com absolutamente nada.
Rarayane devido suas limitações foi desprezada por muita gente, pai, avó paterna, e muitas outras pessoas. Mas também foi muito amada, por mim, por minha MARAVILHOSA mãe , pelos meus irmãos, pela minha avó materna, pelo seu padrinho Ruí Vieira, e muitos amigos e parentes. Somente as pessoas que tem o privilegio de conviver com uma criança assim sabe a dor e a delicia que é.
Não tenho palavras para agradecer a Deus por ter permitido por mais de vinte anos que eu juntamente com minha mãe e meus irmãos fossemos escolhidos para sermos guardiões de um anjo. O anjo mais lindo do mundo. Sobre todos que a desprezaram, eu sinto pena porque deixaram de, dividir com ela seus lindos sorrisos, seus beijos, suas gargalhadas intermináveis, seus doces abraços e seu amor, seu carinho(quanta saudade meu anjinho)que foi o mais puro que conheci. Tudo que outrora faltou, Deus me deu em vida a oportunidade de vencer a pobreza e permitir, minha irmã viver e ter coisas maravilhosas.
Passei dez anos de minha vida escrevendo um livro, onde ela é a estrela principal, assim a imortalizando e contando para o mundo a delicias de conviver com a minha flor mais bela. Hoje esse livro é um sucesso (Do campo de batalha a mesa posta) e será cada vez mais, porque sua história de alegria, vida e superação,emociona, inspira e humaniza a todos, que ao conhecer sua historia prontamente se derrete de amor por minha GRANDE estrela.
Peço desculpas, não estou conseguindo falar no telefone, me sinto morto, nesse momento estou falando do meu tumulo.
Obrigado minha mãe por nunca, nem um dia em toda vida ter se sentido triste por ter parido uma filha totalmente diferente do que ela esperava. Obrigado mainha, obrigado meus irmãos e todos que juntamente conosco aprenderam a amar Ramayane, como se ama uma princesa.
Adeus, cada dia de minha vida, prometo te amar cada vez mais, tesouro mais lindo que Deus me deu.
Obrigado, obrigado, obrigado amor MAIOR de minha vida.
Irmão te ama , mais do que tudo.
Nunca em toda minha vida senti uma dor tão GIGANTE.
Se puder ore por mim, e por minha familia, estamos destruídos, perdemos nosso tesouro mais precioso!
Marlon

Nenhum comentário:

Postar um comentário