terça-feira, 2 de junho de 2020

Estradas da alma



Que logo menos possamos nos encontrar para tomar um vinho, fumar um cigarro , comer uma goiabada,em alguma esquina da alma ou da cidade. Que a crueza dos espinhos nunca seja suficientemente forte para nos impedir
de carregar conosco e no lugar mais bonito do nosso ser as flores mais belas coloridas e cheias de vida e cheiro de amor.Que o outro ou o mundo nunca tenha potencia suficiente para abortar nosso calor mais bonito. Que possamos brilhar tanto a ponto de destruir a treva do outro, a treva da vida e também as nossas próprias trevas. Que não mais haja lama nas estradas do nosso ser. eu sei que é impossivel ressucitar os mortos, mas ainda nos resta a capacidade de ressucitar os vivos por tudo isso desejo que a nossa reinauguração humana, seja um evento possível e atual. Marlon Príncipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário