sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Por Amin Dolafera





Você é formado em filosofia, talvez por isso o seu livro tenha me sensibilizado de forma positiva.

A historia é linda e entre gargalhadas e lagrimas vivi em cada pagina momentos inesquecíveis, recomendo essa bela leitura.

Um livro verdadeiro e eterno como deveria ser o amor.

Diego perdeu por ser forte demais, mas nós leitores ganhamos uma historia linda que abala corpo , mente e coração!

Essa escravidão de achar que um relacionamento precisa de muito amor para seguir é um pouco enganosa, pois existem pessoas que estão num relacionamento cheio de “amor”, mas se torturam a troco de exclusividade, bate-bocas sem fim e cobranças sem sentido. Antes não se amassem.

O que um casal deveria avaliar na hora de pensar na durabilidade de um relacionamento é na qualidade dessa relação como generosidade, participação mútua, prestatividade, capacidade de se comprometer e realizar o que falar, entusiasmo, presença, otimismo, proatividade, apoio e empenho em fazer o outro crescer.

Tem casais que não tem isso e não tem amor, não consigo entender qual a razão daquela história continuar, ambos se fazem mal. Amor não é critério de desempate para atestar o fracasso de uma relação, mas se ambos são trampolins para que a vida plena aconteça.

Definitivamente, amor só não basta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário