domingo, 9 de novembro de 2014

Um de nós


A travesti Raíssa, que trabalhava no Espaço Itaú de Cinema, em Botafogo, foi encontrada morta pelo seu namorado, ontem, no apartamento dela no Catete.
Há pouco tempo, Raissa ganhou na Justiça o direito de ser chamada pelo nome de mulher. A família esta em desespero, os amigos também. Sobra a pergunta dentro da comunidade LGBT quem de nós será o próximo?
A policia confirma que o crime tem todas as caracteristicas de um crime homofóbico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário