quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Por Marcos Steidle



O Gosto do Sexo Sem Rosto é uma leitura que abala paradigmas e tabus relacionados à sociedade contemporânea. De forma cronológica, sem divisão em capítulos nem rodeios, o autor Marlon de Albuquerque escancara a marginalização do indivíduo diante de suas dualidades sob a reflexiva perspectiva de vida do protagonista narrador, o jovem poeta alagoinhense cujo pseudônimo é Diego. De origem humilde, os problemas familiares dele começam a reorientar seus planos de vida; na busca por melhores condições de sobrevivência, ele vem morar em São Paulo, onde acaba se tornando garoto de programa. Entre apimentadas e picantes relações, Diego explora todas as suas definições – da experiência simples de um jovem que se fascina com peixes e adora goiabada até o jogo adulto da atração e sedução. O livro contrasta e questiona a todo instante, de maneira paralela e conexa, a realidade, as relações de identidade, sexualidade, o amor e moralidade sem qualquer tipo de censura ou pudor, mas que não deixa vagar as condições afetivas e sociais dos personagens envolvidos.
MARCOS V. A. STEIDLE

Nenhum comentário:

Postar um comentário