terça-feira, 14 de outubro de 2014

Papa Francisco



Em uma significativa mudança de tom, um documento do Vaticano divulgado nesta segunda (13) afirma que os homossexuais têm "talentos e qualidades a oferecer" e sugere que a Igreja Católica e os católicos deveriam aceitar os gays e reconhecer aspectos positivos de casais do mesmo sexo.

"Homossexuais têm talentos e qualidades a oferecer à comunidade cristã: somos capazes de receber essas pessoas, garantindo a elas mais espaço em nossas comunidades? Com frequência essas pessoas desejam encontrar na Igreja um lar em que se sintam bem", diz o documento, conhecido pelo nome latino "relatio".

O documento, divulgado no início da segunda semana do Sínodo Extraordinário da Família, convocado pelo papa Francisco para refletir sobre a forma como a Igreja lida com questões relacionadas à família. A assembleia reúne cerca de 250 bispos de todo o mundo e também conta com a participação de 13 casais católicos.

O texto propõe que a Igreja desafie a si mesma no sentido de encontrar "um espaço fraternal" para os homossexuais sem comprometer a doutrina católica sobre a família e o casamento: "Serão nossas comunidades capazes de provar que é possível aceitar e valorizar suas orientações sexuais, sem comprometer a doutrina católica sobre a família e o matrimônio?"



Nenhum comentário:

Postar um comentário