quarta-feira, 16 de maio de 2018

PORRA!


Parafilias, violência e derramamento de amor, tudo isso costurado no tecido humano chamado Diego. Parabéns escritor por esse livro tão sensível e feliz.
Diego somos todos nós cheios de ingenuidade roubada e inundados de indigências anônimas.
Um estudo publicado no Jornal Americano de Comportamento Sexual atestou que o sêmen, além de fazer bem para a pele também tem propriedades antidepressivas. A pesquisa foi conduzida em 293 mulheres com sintomas da doença psíquica que mantinham relações sexuais sem preservativos e outras com.O primeiro grupo mostrou uma melhora nos sintomas de depressão e, de acordo com os pesquisadores, até o número de tentativas de suicídio diminuiu. Outro dado da pesquisa indicou que mulheres que não usavam camisinha, ou usavam menos, faziam duas vezes mais sexo do que as que usavam.O sêmen contém hormônios responsáveis por alterar o humor, incluindo a testosterona e o estrogênio. Os estudiosos alertam ainda que ingerir o fluido pode ter o mesmo efeito, a exemplo da pílula anticoncepcional, que conserva os esteróides depois de ser engolida.
O sêmen contém, ao menos, três antidepressivos e substâncias químicas que ajudam no humor. Os pesquisadores também afirmam que as mulheres que têm relações sexuais sem preservativos regularmente são menos deprimidas e apresentam um melhor desempenho em testes cognitivos.
Parabéns Marlon pela coragem de escrever coisas que as pessoas pensam, fazem e escondem.

Ana Mattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário