sexta-feira, 4 de maio de 2018

Lindo


Como superar um estado profundo de desolação? Cheguei a um ponto íngrime da vida em que a minha locomação se torna dificílima. É um ponto solitário da inércia. Doído. Nauseante.
Luna Bomfim

Nenhum comentário:

Postar um comentário