quinta-feira, 13 de junho de 2019

Amarelo manga



Do nada vem na mente a palavra cega e desejosa, tento escrever e acabo me perdendo.
Tudo já foi dito, não se pode mais esperar e nem desesperar.
Não tenho energia para sair de cena, ou talvez eu fique por puro ódio inocente mesmo.
Se insisto no que digo é para provar ao mundo, que tu és meu verdadeiro abrigo.
O mundo rodando e eu me lascando, tento dançar o que eu já havia desaprendido.
A musica era da Maysa, e meu sorriso de tanto durar falsamente, ficou amarelo manga.
O fim é uma fabrica de suicidas.
Te olhar e não te ter é o mesmo que morrer.
Corro ao contrario do sol, em estado solene de pura escravidão, rumo a escuridão que salva.
O segredo para suportar a claridade é a rendição, pura e plena de coração.
Acaba o dinheiro, a saúde, ou o amor e logo o cara se mata.
Nem tudo está perdido, está chegando à estação das flores trazendo novos amores.
O fim é o pior veneno para um homem menino ainda pequeno.
Palavras são como flores, nascem e morrem, sem que eu possa salva-las ou abortá-las.
Não é mentira o mundo está rodando e tu tens a senha para girar junto com ele.
Minha professora de matemática foi noiva por dezenove anos e Wilson a abandonou e casou-se com outra. Defasada e desprezada pelo homem amado, por mim ela teria carta branca para acelerar a hora da estrela.
Um homem de verdade nunca despreza uma mulher, nunca, nunca mesmo, isso é pior do que bater nela.
Multipersonalistico, eu soube cedo que nenhuma das dores em ti, em mim, é pior do que a palavra fim.
Recomeçar é tão difícil, porque tudo acaba?
Uma coisa me deixa contente, a frágil certeza de que o amor AUMENTA a gente.
Marlon- Príncipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário